EXAMES E SERVIÇOS

Os equipamentos utilizados para a realização dos exames contam com alta tecnologia e uma equipe de multiprofissionais amplamente qualificados.

Esta estrutura permite que realizemos mais de 1.000 tipos de exames relacionados.

 

Buscar exames

Mnemônico + -
Descrição + -

Utilidade


A Tireoglobulina é uma glicoproteína produzida pelas células
tiroidianas, sendo o maior componente do colóide infrafolicular da
glândula tireóide. Seus níveis séricos variam com o estado funcional
da tireóide, estando elevados nos processos inflamatórios tireoidianos
(tireoidites), carcinomas da tireóide (papilífero, folicular e misto),
hipertireoidismo ou após palpação vigorosa da glândula.
Ha também um aumento dos níveis séricos com o estímulo do TRH ou TSH.
A administração de hormônio tireoidiano diminui os níveis de
tireoglobulina circulantes.
Sua avaliação é útil após cirurgia de câncer da tireóide, como
marcador da recorrência ou persistência do mesmo após a tireidectomia
total. A presença de anticorpos anti-tireoglobulina no soro pode
afetar as determinações da tireoglobulina, causando, no nosso ensaio,
a redução dos níveis verdadeiros. Na presença de anticorpos, a
ausência de níveis de tireoglobulina mensuráveis não exclui a
possibilidade de ter ocorrido uma recidiva.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Informar no momento do cadastro medicamentos em uso, se já realizou cirurgia de tireóide e há quanto tempo.
- Se mulher, informar no momento do cadastro se esta grávida ou se usa anticoncepcional.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Os cianetos são íons que ocorrem naturalmente ou são produzidos pelo homem. O cianeto de hidrogênio, o cianeto de sódio e o cianeto de potássio são as formas de cianeto mais encontradas decorrentes das atividades indústriais. Os sais de cianeto e o cianeto de hidrogênio são empregados na eletroplatinagem, metalurgia, na produção de compostos orgânicos, fotografia, manufatura de plásticos e fumegantes. O cianeto é facilmente absorvido pelo organismo através da pele e dos pulmões. No organismo é convertido a tiocianato que é excretado na urina.


Material


Urina Isolada


Instruções


- Coletar urina do início do último dia da jornada de trabalho (recomenda-se evitar o primeiro dia de jornada da semana). Manter amostra refrigerada desde o momento da coleta.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Auxilia no diagnóstico de doenças hepáticas, sendo mais sensível que a TGO. Os níveis de TGP se encontram elevados no alcoolismo, hepatites virais, hepatites não-alcoólicas, cirrose, colestase, hemocromatose.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- A coleta deve ser realizada no período da manhã, até as 11:30 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Auxilia no diagnóstico de doenças hepáticas e musculares. Embora os níveis de TGO não sejam específicos para doenças hepáticas, eles são usados para diagnóstico e monitorização do curso destas doenças, em combinação com outras enzimas como TGP. Na hepatite alcoólica, os níveis de TGO se elevam e, em geral são mais que duas vezes maiores que os de TGP (relação TGO/TGP > 2).


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- A coleta deve ser realizada no período da manhã, até as 11:30 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade




Material


Urina Isolada


Instruções


- Volume minimo 20,0 mL.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Testosterona é o andrógeno mais abundante secretado pelas células de Leydig. Testosterona é tanto um hormônio quanto um pró-hormônio que pode ser convertido em um outro potente androgênio
(dihidrotestosterona) e um hormônio estrogênio (estradiol). A
conversão em DHT ocorre em tecidos contendo a 5 alfa-redutase,
enquanto a conversão em estradiol ocorre em tecidos contendo a
aromatase. A secreção da testosterona e primariamente dependente da estimulação das células Leydig pelo LH que, por sua vez, depende da estimulação da hipofise pelo hormônio hipotalâmico liberador de gonadotropina (GnRH). A testosterona faz parte do mecanismo clássico de feedback do LH sérico. Testosterona tem uma variação diurna com picos séricos máximos entre 04:00-08:00 e mínimos entre 16:00-20:00. A testosterona circula no plasma ligada a SHBG (65%) e albumina (30 a 32%). Aproximadamente 1 a 4% da testosterona no plasma esta livre. Encontra-se aumentada na puberdade precoce (masculina), resistência androgênica, testotoxicose, hiperplasia adrenal congênita, síndrome
dos ovários policísticos, tumores ovarianos, tumores adrenais. Sua
concentração pode estar reduzida no atraso puberal (masculino),
deficiência de gonadotropina, defeitos testiculares e doenças
sistêmicas.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Informar no momento da coleta medicamentos em uso (inclusive pomadas e cremes).
- Para mulher (informar uso de anticoncepcional).
- Informar dia e hora da última medicação.
- A coleta deve ser realizada no período da manhã, até as 11:30 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Diagnóstico do hipogonadismo masculino; avaliação de puberdade precoce; diagnóstico de tumores virilizantes; avaliação do hirsutismo. 


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Informar no momento da coleta medicamentos em uso (inclusive pomadas e cremes).
- Para mulher (informar uso de anticoncepcional).
- Informar dia e hora da última medicação.
- A coleta deve ser realizada no período da manhã, até as 11:30 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Uma vez secretada, a testosterona e quase que inteiramente ligada as
proteínas transportadoras. Assim, em homens e mulheres, a testosterona
está presente na circulação periférica em três formas: Livre, não ligada (correspondente a forma molecular livre). Fracamente ligada a albumina e a globulina ligadora do cortisol. Fortemente ligada as globulinas ligadoras dos hormônios sexuais (SHBG). A testosterona livre é biologicamente ativa, e a testosterona fracamente ligada a albumina pode ser imediatamente ativada através de sua rápida dissociação da albumina. Entretanto, o pool da testosterona livre e a fracamente ligada é coletivamente chamada de testosterona "biologicamente disponível" ou " não ligada a SHBG".


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Informar no momento do cadastro medicamentos em uso (inclusive pomadas e cremes). Para mulheres informar uso de anticoncepcional.
- Informar no momento do cadastro o dia e hora da última medicação.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Este perfil equivale aos exames: Fenilalanina (PKU) quantitativo, TSH neonatal, Hemoglobinopatias, Aminoacidos cromatografia qualitativa, T4 neontal, 17 OH Progesterona neonatal, Tripsina neonatal, Biotinidase neonatal.


Material


PAPEL FILTRO


Instruções


- Intervalo máximo entre as mamadas.
- Colher preferencialmente entre 3º e o 30º dia de vida e, no máximo, até o 90º dia.
- Coletar antes do 3º dia de vida apenas caso exista solicitação médica.
- Caso o recém-nascido tenha recebido transfusão sanguínea, recomenda-se aguardar, no mínimo,120 dias para a coleta da triagem neonatal para hemoglobinopatias e galactosemia (particularmente G1FUT). Sugere-se aguardar, no mínimo , 10 dias para biotinidase, Tripsina, TSH e fenilalanina. Para os demais analítos, o tempo ideal para a coleta não está bem estabelecido e deve-se colher conforme a orientação médica.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


É útil na avaliação de deficiência da lactase intestinal, quando da presença de patologias como doença celíaca, gastroenterite,
deficiência idiopática, em danos ou disfunção da mucosa intestinal.





Material


Plasma Fluoretado


Instruções


- O exame deve ser coletado no período da manhã até as 11:30.
- Aos sábados o exame deve ser iniciado até as 10:00 devido ao horário de funcionamento das unidades.
- Adultos: jejum mínimo de 8 horas e máximo de 10 horas.
- Crianças:
. ate 3 anos: maior intervalo entre as mamadas.
. de 3 a 5 anos: Jejum obrigatório de 4 horas.
. maiores de 5 anos: jejum obrigatório de 8 horas (igual a adulto).
- Não tomar laxante na véspera do exame.
- Não realizar o teste em caso de diarreia no dia do exame ou até dois dias anteriores a realização do exame.

- Obrigatório presença de acompanhante para realização do exame.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A Teofilina é um broncodilatador de utilidade controversa na doença broncopulmonar obstrutiva crônica e asma. É uma metilxantina com estrutura similar à cafeína, sendo a Aminofilina a preparação mais utilizada. A meia vida da Teofilina é variável : 6 a 10 horas em adultos normais, 2 a 9 horas em crianças e 18 a 24 horas na insuficiência cardíaca e 29 horas na cirrose hepática. As dosagens de Teofilina podem ser feitas dois dias após início ou alteração da terapia. Cimetidina, Alopurinol, eritromicina, Proparanolol, vacina anti-gripal , Ciprofloxacin, Amiodarona, anticoncepcionais orais e Clindamicina podem elevar os níveis de Teofilina. A concentração de Teofilina pode ser diminuída por tabagismo, Fenobarbital, Rifampicina, Carbamazepina e Fenitoína.


Material


Soro


Instruções


- Jejum desejável de 4 horas (alimentar) ou conforme orientação médica.
- Intervalo entre mamadas para lactentes.
- A coleta ideal deve ser realizada imediatamente antes da administração da próxima dose do medicamento ou conforme orientação médica.
- A meio vida é variável: de 4 até mais de 16 horas.
- Caso o medicamento seja tomado apenas uma vez ao dia, a coleta deve ser feita pelo menos 12 horas após a medicação.
- Fumo e medicamentos como Eritromicina, Fenobarbital e Cimetidina podem interferir no resultado.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O tempo de trombina mede o tempo de coagulação do sangue após a adição de trombina. O teste avalia a via final (fibrinogênio, fator I), sendo um teste de triagem para deficiências de fibrinogênio e inibidores de trombina. O teste é usado para auxiliar no diagnóstico de doenças como Coagulação Intravascular Disseminada (CIVD), fibrinólise, cirrose hepática, lembrando também de atuar no controle de terapia com heparina e fibrinolíticos. O ensaio TT é usualmente realizado para a avaliação da CIVD, para a monitorização da terapêutica anticoagulante com heparina e da terapêutica trombolítica e para a detecção da presença de PDF (produtos de degradação de fibrinogênia ou fibrina), anomalias quantitativas e qualitativas do fibrinogênio hereditárias ou adquiridas e aumento da fibrinólise.


Material


Plasma Citratado


Instruções


- Jejum aconselhável de 4 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


É o tempo necessário para a hemostasia de um ferimento pequeno, padronizado, feito no lobo da orelha ou na ponta do dedo (polpa digital). Eh um método utilizado para avaliar as alterações vasculares e principalmente as alterações quantitativas e qualitativas das plaquetas. Tempo de Sangria prolongado ocorre em situações de alterações vasculares, plaquetopenias primarias ou secundarias com numero de plaquetas inferior a 50.000/mm3, defeitos qualitativos hereditários e adquiridos das plaquetas e pelo uso de inibidores da função plaquetária.


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Informar no momento do cadastro medicamentos em uso.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Permite avaliação da via intrínseca da coagulação, entretanto, apresenta pouca sensibilidade. Esta aumentado nas deficiências severas de qualquer um dos fatores da coagulação (exceto dos fatores XIII e VII), nos casos de deficiência de fibrinogênio, no uso de heparina em doses elevadas e na presença de anticoagulantes naturais.


Material


Sangue


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Informar no momento do cadastro medicamentos em uso.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A Globulina Ligadora de Tiroxina (TBG) é a principal proteína sérica carreadora de T4 e T3. Alterações da TBG se refletem paralelamente na dosagem dos hormônios tireoidianos. Existem quadros genéticos de elevação ou diminuição da TBG. Além disso, a concentração de TBG se altera por influência de diversas drogas (anticoncepcionais ou terapia com estrôgenos), na gravidez e também por causas hereditárias, em que e útil na diferenciação entre hipotireoidismo congênito (T4 neo-natal baixo) e deficiência congênita de TBG. Aumento ou diminuição das concentrações de TBG terá como consequência um aumento ou redução do numero de sítios de ligação disponíveis para o T4, com consequente elevação ou queda da fração ligada deste hormônio, as custas de maior ou menor fixação do hormônio livre.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Na hora do cadastro informar medicamentos em uso e, se mulher, informar se esta grávida ou se usa anticoncepcional.
- Informar qualquer outro medicamento que usa ou usou recentemente, inclusive fórmulas para emagrecer (Triostat, Thevier).


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Permite avaliação do tempo de coagulação do plasma após adição de extrato de cérebro com atividade tromboplastica padronizada. O RNI (relação normatizada internacional) é baseado na relação do valor do tempo de protrombina (TP) do paciente e a media dos valores normais de plasmas normais frescos, e representa a relação do TP se o teste tivesse sido realizado com a tromboplastina IRP (international reference preparation). Esta padronização evita variações interlaboratoriais. O Tempo de protrombina mede a via extrínseca da coagulação, prolongando-se nas deficiências seletivas ou conjuntas dos fatores II, V, VII e X. Como os quatro fatores são sintetizados no fígado e três dos quais são vitamina K dependentes (II, VII, X), o TP é utilizado mais comumente no monitoramento da terapia anticoagulante oral (warfarin), doenças hepáticas, deficiência de vitamina K, coagulação intravascular disseminada e deficiências dos fatores VII, V, X ou protrombina. Quando o Ptta esta prolongado juntamente com o TP ha defeito comum da coagulação (fatores X, V e II) ou estão presentes inibidores como a heparina ou a antitrombina.
De acordo com o documento do CLSI H21-A5 (2009) estudos demostraram que o tempo de protrombina (TP) e tempo de tromboplastina parcial ativado (TTPa) não apresentaram resultados afetados pela coleta de amostras ensaiadas no primeiro tubo de citrato. Esses estudos, citados abaixo, não confirmaram a hipótese do efeito do fator tecidual sobre os resultados destes testes (TP e TTPa).


Material


Plasma Citrato


Instruções


- Informar no momento do cadastro se esta ou esteve recentemente em uso de anticoagulante e qual a dosagem (Clexane, Heparina, Hirudoid, Liquemine, Marcoumar e Marevan.)
- Jejum desejável de 4 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O Tacrolimus (Prograf) formalmente chamado de FK506, é um antibiótico
macrolídeo com propriedades imunossupressoras. É utilizado para
suprimir a rejeição de transplante de orgãos autólogos. Tacrolimus
pode causar neurotoxicidade e nefrotoxicidade, particularmente quando
mantido em dose elevada. A concentração de Tacrolimus no sangue é útil
para ajuste de dose e obtenção de imunossupressão ótima com
mínima toxicidade.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Colher de preferência antes da próxima dose do medicamento ou conforme orientação médica.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Tiroxina (T4, tetraiodotironina) é o principal produto secretado pela
glândula tireóide. No sangue T4 é ligado a uma de três classes de
proteínas: TBG, transtiretina (ou pré-albumina) e albumina. Somente
uma pequena fração do T4T esta na forma livre (0,03%). A concentração
total de T4 geralmente reflete a atividade secretória da glândula
tireóide. Encontra-se elevado nos casos de hipertireoidismo,
disalbuminemia familiar, aumento da TBG, aumento da transtiretina
(TBPA). Sua concentração esta diminuída no hipotireoidismo, no quadro
de doenças sistêmicas graves não tireoidianas e na redução da TBG.
Autoanticorpos anti-T4 podem interferir com o ensaio.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Informar no momento do cadastro medicamentos em uso ou usados recentemente, inclusive formulas para emagrecer (Triostat, Thevier).
- Se mulher, informar se esta gravida ou se usa anticoncepcional.
- A coleta deve ser realizada no período da manhã, até as 11:30 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Utilizado para triagem do hipotireoidismo congênito (HC) no Teste do
Pezinho. A produção inadequada do hormônio da tireóide no HC tem
várias causas: agenesia ou ectopia da tireóide, disturbios da
hormonogenese, cretinismo endêmico e hipopituitarismo. Incidência no
Brasil: 1:2980 a 1:8278 nascidos-vivos. O T4 neonatal deve ser sempre
analisado em conjunto com o TSH neonatal. Valores baixos de T4
neonatal podem ocorrer em neonatos com baixa TBG, o que é frequente no
sexo masculino (1 em 5.000 a 10.000 nascimentos), prematuridade,
baixo peso e infecções intercorrentes. Neonatos com hipotireoidismo
podem apresentar T4 neonatal normal devido ao aumento da TBG. A
confirmação do HC deve ser realizada com as determinações do T4 livre
e do TSH ultra sensível séricos.


Material


Papel Filtro


Instruções


- O jejum deve ser o tempo máximo de intervalo entre uma mamada e outra.
- Colher preferencialmente do 3º ao 30º dia após o nascimento e no máximo até o 90º dia.
- Coletar antes do 3º dia de vida apenas caso exista solicitação médica.
- Caso o recém-nascido tenha recebido transfusão sanguínea, o tempo ideal para a coleta deste exame não está bem estabelecido e deve-se colher conforme a orientação médica.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O T3 Reverso é produzido em pequena quantidade pela glândula tireóide, e em maior quantidade pela metabolização do T4 em um processo de inativação. Este hormônio se encontra em um nível elevado na síndrome de eutiroidismo, e no hipertireoidismo. Níveis baixos são observados em hipotireiodismo.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A maior parte do T3 circulante e ligada as proteinas; somente 0,3% existe na forma livre, nao ligada. A medida do T3 e utilizada para diagnostico e monitoramento do tratamento do hipertireoidismo. Quando um aumento na TBG e suspeitado como a causa de um nivel serico total elevado de T3, o ensaio de T3 livre pode diferenciar esta condicao do verdadeiro hipertireoidismo. Encontra-se aumentado na Doenca de Graves, na tireotoxicose por T3, na resistencia periferica ao hormonio tireoidiano, adenoma produtor de T3. Diminuido na Sindrome do Eutireoidiano doente e hipotireoidismo (1/3 dos casos).


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Informar no momento do cadastro medicamentos em uso ou usados recentemente, inclusive formulas para emagrecer (Triostat, Thevier).
- Se mulher, informar se esta gravida ou se usa anticoncepcional.
- A coleta deve ser realizada no período da manhã, até as 11:30 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A triiiodotironina total e normalmente produzida primariamente pela
deiodinação do T4 (80%) e é também secretada diretamente pela
glândula tireóide. T3 no sangue é predominantemente ligado a
proteínas plasmáticas. Apresenta-se elevado na doença de Graves, T3
toxicose, nos casos de hipertireoidismo TSH dependente, aumento de
TBG, gravidez. Valores baixos podem ser encontrados nos quadros de
doença não tireoidiana, hipotireoidismo e reduções da TBG.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Informar no momento do cadastro medicamentos em uso ou usados recentemente, inclusive formulas para emagrecer (Triostat, Thevier).
- Se mulher, informar se esta gravida ou se usa anticoncepcional.
- A coleta deve ser realizada no período da manhã, até as 11:30 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Sulfato de desidroepiandorsterona (DHEA-S) é o mais abundante androgênio supra-renal e também funciona como um neuroesteróide que é produzido pelo córtex adrenal. DHEA-S é um excelente indicador de produção de androgênio supra-renal. DHEA-S exibe somente fraca atividade androgênica, mas pode ser metabolizado para androgênios de mais atividade tais como testosterona e androstenediona. Concentrações séricas declinam com a idade e podem servir como um fator de prognóstico nas enfermidades críticas e progressão do câncer de mama. Níveis elevados de DHEA-S são encontrados no plasma de pacientes com tumores adrenais ou hiperplasia adrenal congênita. DHEA-S também pode estar levemente elevado em paciente com ovários policísticos. Tumores em homens que produzem hCG podem levar a níveis aumentados de DHEA-S testicular.


Material


Soro


Instruções


- Jejum aconselhável de 4 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A pesquisa da gordura fecal é realizada com exame microscópico com
corante Sudam III. Trata-se de um teste de triagem mais simples, com
boa correlação com a dosagem na investigação da esteatorréia.


Material


Fezes


Instruções


- Antes de coletar as fezes, se necessário, urinar no vaso sanitário
para evitar a contaminação do material. Em casos de crianças utilizar
coletor de urina, se necessário.
- Evitar o uso de talco, laxantes, antiácidos, contraste oral (utilizado em exames radiológicos) e supositórios nos 3 dias que
antecedem ao exame e no dia da coleta.
- Defecar em vasilhame limpo e seco.
- Minimo meio frasco de fezes.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Os açúcares não absorvidos na porção alta do intestino delgado são detectados como corpos redutores nas fezes. Trata-se de um teste de triagem cuja positividade denota a deficiência de dissacaridases (sacarose, lactose, maltose), diferenciando diarreia secretora de osmótica (secundária a intolerância aos carboidratos). Fermentação bacteriana pode levar a falso-positivos.


Material


Fezes frescas


Instruções


- Antes de coletar as fezes, se necessário, urinar no vaso sanitário para evitar a contaminação do material. Em casos de crianças utilizar coletor de urina, se necessário.
- Evitar o uso de talco, laxantes, antiácidos, contraste oral ( utilizado em exames radiológicos) e supositórios nos 3 dias que antecedem ao exame e no dia da coleta.
- Defecar em vasilhame limpo e seco.


Utilidade


Marcadores imunológicos para o diagnóstico, prognóstico e monitoramento de tratamento da infecção por HIV e/ou supressão Imunológica.

O exame inclui CD3, CD4 e CD8.


Material


Sangue total em EDTA


Instruções


Não realizamos em véspera de feriado ou em feriados.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A imunoglobina G (IgG) é constituída de 4 subclasses (IgG1, IgG2, IgG3, IgG4). Na regulação da resposta imunológica contra antígenos protéicos, os anticorpos produzidos são usualmente das subclasses IgG1 ou IgG3. Quando o estímulo antigênico é feito por polissacárides, incluindo cápsulas de bactérias, os anticorpos produzidos são
principalmente da subclasse IgG2. Anormalidades nos níveis de subclasses de IgG tem sido relatadas, mais particularmente em pacientes com gamopatias monoclonais e infecções associadas a imunodeficiências primárias e secundárias. Baixas concentrações, ou mesmo ausência de IgG2 e IgG3, estão associadas a infecções recorrentes das vias respiratórias,
causadas principalmente por pneumococos e hemófilos. No sangue de adultos, 70% das imunoglobulinas da classe IgG são IgG1; 20% IgG2; 6% IgG3 e IgG4. Deve-se ressaltar que o método utilizado para dosagem das subclasses de IgG é diferente do utilizado para determinação da IgG total, podendo haver diferenças entre o valor do último e a soma das
subclasses.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A imunoglobina G (IgG) é constituída de 4 subclasses (IgG1, IgG2, IgG3, IgG4). Na regulação da resposta imunológica contra antígenos protéicos, os anticorpos produzidos são usualmente das subclasses IgG1 ou IgG3. Quando o estímulo antigênico é feito por polissacárides, incluindo cápsulas de bactérias, os anticorpos produzidos são
principalmente da subclasse IgG2. Anormalidades nos níveis de subclasses de IgG tem sido relatadas, mais particularmente em pacientes com gamopatias monoclonais e infecções associadas a imunodeficiências primárias e secundárias. Baixas concentrações, ou mesmo ausência de IgG2 e IgG3, estão associadas a infecções recorrentes das vias respiratórias,
causadas principalmente por pneumococos e hemófilos. No sangue de adultos, 70% das imunoglobulinas da classe IgG são IgG1; 20% IgG2; 6% IgG3 e IgG4. Deve-se ressaltar que o método utilizado para dosagem das subclasses de IgG é diferente do utilizado para determinação da IgG total, podendo haver diferenças entre o valor do último e a soma das
subclasses.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A imunoglobina G (IgG) é constituída de 4 subclasses (IgG1, IgG2,
IgG3, IgG4). Na regulação da resposta imunológica contra antígenos
protéicos, os anticorpos produzidos são usualmente das subclasses IgG1
ou IgG3. Quando o estímulo antigênico é feito por polissacárides,
incluindo cápsulas de bactérias, os anticorpos produzidos são
principalmente da subclasse IgG2. Anormalidades nos níveis de
subclasses de IgG tem sido relatadas, mais particularmente em pacientes
com gamopatias monoclonais e infecções associadas a imunodeficiências
primárias e secundárias. Baixas concentrações, ou mesmo ausência de
IgG2 e IgG3, estão associadas a infecções recorrentes das vias
respiratórias, causadas principalmente por pneumococos e hemófilos. No
sangue de adultos, 70% das imunoglobulinas da classe IgG são IgG1; 20%
IgG2; 6% IgG3 e IgG4. Deve-se ressaltar que o método utilizado para
dosagem das subclasses de IgG é diferente do utilizado para
determinação da IgG total, podendo haver diferenças entre o valor do
último e a soma das subclasses.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A imunoglobina G (IgG) é constituída de 4 subclasses (IgG1, IgG2, IgG3, IgG4). Na regulação da resposta imunológica contra antígenos protéicos, os anticorpos produzidos são usualmente das subclasses IgG1 ou IgG3. Quando o estímulo antigênico é feito por polissacárides, incluindo cápsulas de bactérias, os anticorpos produzidos são
principalmente da subclasse IgG2. Anormalidades nos níveis de subclasses de IgG tem sido relatadas, mais particularmente em pacientes com gamopatias monoclonais e infecções associadas a imunodeficiências primárias e secundárias. Baixas concentrações, ou mesmo ausência de IgG2 e IgG3, estão associadas a infecções recorrentes das vias respiratórias,
causadas principalmente por pneumococos e hemófilos. No sangue de adultos, 70% das imunoglobulinas da classe IgG são IgG1; 20% IgG2; 6% IgG3 e IgG4. Deve-se ressaltar que o método utilizado para dosagem das subclasses de IgG é diferente do utilizado para determinação da IgG total, podendo haver diferenças entre o valor do último e a soma das
subclasses.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.


DOWNLOAD PDF
 
1 |  2 |  3 |  4 |  5 |  6 |  7 |  8 |  9 |  10 |  11 |  12 |  13 |  14 |  15 |  16 |  17 |  18 |  19 |  20 |  21 |  22 |  23 |  24 |  25 |  26 |  27 |  3 Páginas de 27
VOLTAR