EXAMES E SERVIÇOS

Os equipamentos utilizados para a realização dos exames contam com alta tecnologia e uma equipe de multiprofissionais amplamente qualificados.

Esta estrutura permite que realizemos mais de 1.000 tipos de exames relacionados.

 

Buscar exames

Mnemônico + -
Descrição + -

Utilidade


As alterações cromossômicas desempenham um papel fundamental na patogênese, diagnóstico, acompanhamento do tratamento, progressão e prognóstico de muitas doenças hematológicas. Sempre que possível, é importante realizar o cariótipo para detectar possíveis desordens hematológicas neoplásicas na medula óssea. Certas alterações cromossômicas clonais podem ajudar na classificação de uma malignidade.


Material


Aspirado de medula em EDTA


Instruções


- Não é necessário jejum.
- Informar no momento do cadastro se o paciente foi submetido à transfusão sanguínea ou transplante de medula óssea.
- Obrigatório preenchimento de formulário específico pelo médico.
- Não realizamos a coleta de medula por se tratar de um procedimento médico.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O monóxido de carbono (CO), considerado um dos gases mais nocivos, é causa freqüente de intoxicações, de origem ocupacional ou doméstica. Apesar de existirem fontes naturais (atividade vulcânica, oxidação do metano, entre outras) e endógenas de CO (catabolismo de hemocompostos), as mais importantes fontes do ponto de vista toxicológico são as que resultam da atividade humana (queima de gasolina por veículos automotores). A fumaça resultante da queima do tabaco, assim como de maconha, é importante fonte de exposição humana ao CO.
A carboxihemoglobina avalia exposição ao monóxido de carbono e ao
diclorometano (cloreto de metileno). Sua ação tóxica advém da forte ligação química por coordenação que o CO estabelece com átomo de ferro da fração heme da hemoglobina formando a carboxihemoglobina, pigmento anormal do sangue incapaz de transportar o oxigênio. A presença da carboxihemoglobina também dificulta a dissociação da oxihemoglobina presente, diminuindo ainda mais a disponibilidade de oxigênio nos tecidos. O diclorometano libera o CO no organismo por biotransformação e possui potencial mutagênico. As altas concentrações de carboxihemoglobina provocam hipóxia tecidual, estimulando a
eritropoiese e causando uma elevação do hematócrito.
A meia-vida da carboxihemoglobina no organismo, em condições de
repouso, é de cerca de 4 a 5 horas.


Material


Sangue total em EDTA


Instruções


- Informar no momento do cadastro se paciente é fumante e quantos cigarros fuma ao dia.
- Informar no momento do cadastro se é exposto ocupacionalmente ao diclorometano.
- Recomenda-se coletar material ao final de jornada de trabalho.
- Evitar a primeira jornada de trabalho da semana.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A carbamazepina (Tegretol) é um anticonvulsivante também usado para tratamento de neuralgias e neuropatias diabéticas. Sua dosagem é útil para monitorização dos níveis terapêuticos e toxicidade. O pico plasmático ocorre em 6 horas, estando 75% da droga ligada às proteínas plasmáticas. Apresenta meia vida de 12 a 40 horas e metabolismo hepático, podendo levar à indução das enzimas hepáticas e consequente aumento da depuração de outras drogas, bem como dela própria. Essa auto-indução é responsável pela diminuição da meia vida da droga após 6 semanas de tratamento. Cerca de 3 a 7 dias são necessários para que ocorra o estado de equilíbrio. A principal causa de níveis baixos é a não adesão ao tratamento. Drogas como fenitoína,
fenobarbital e primidona podem reduzir os níveis da carbamazepina. Algumas drogas podem elevar os níveis séricos da carbamazepina: ácido valpróico, cimetidina, eritromicina, isoniazida, fluoxetina, propoxifeno, verapamil. Toxicidade ocorre com níveis acima de 12 microgramas/mL. Sua dosagem não detecta a oxcarbazepina.



Material


Soro


Instruções


- Jejum alimentar desejável de 4 horas ou conforme orientação médica.
- Intervalo entre mamadas para lactentes.
-A coleta ideal deve ser realizada imediatamente antes da administração da próxima dose do medicamento ou conforme orientação médica.

- Caso o medicamento seja tomado apenas uma vez ao dia, a coleta deve ser feita pelo menos 12 horas após a medicação.
- Verificar medicamentos em uso para evitar que se faça confusão entre os exames de Carbamazepina e Oxcabazepina: Tegretol e Tegretard referem-se aos exames de Carbamazepina, enquanto Trileptal e Auran são referentes à Oxcarbazepina.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Avaliação e diagnóstico de anemias crônicas por deficiência de ferro. A capacidade total de ligação do ferro guarda relação com a concentração de transferrina no sangue. 


Material


Soro


Instruções


- Adultos: Jejum obrigatório de 8 horas.
- Crianças: Jejum obrigatório de 4 horas.


Utilidade


O teor de transferrina é tradicionalmente mensurado como a
capacidade da transferrina. Normalmente, 1/3 dos sítios de ligação
da transferrina estão ocupados pelo ferro. Assim, a transferrina tem
uma considerável capacidade latente de ligação ao ferro, a chamada
Capacidade de Combinação Latente ou Livre do Ferro. A quantidade
máxima de ferro que pode se ligar a transferrina é a Capacidade Total
de Combinação do Ferro (CTCF).
Encontra-se elevada na anemia ferropriva, no uso de anticoncepcionais
e gravidez.
Valores normais ou baixos são encontrados nas anemias de doenças
crônicas, sideroblásticas, hemolíticas, hemocromatose, desnutrição,
estados inflamatórios e neoplasias.
A CTCF aumenta ao mesmo tempo que a queda do ferro sérico na anemia
ferropriva, podendo, as vezes, precedê-lo. Cerca de 30% a 40% dos
pacientes com anemia ferropriva crônica tem CTCF normal.
A ferritina é mais sensível que a capacidade de combinação do ferro
para avaliação da falta ou excesso de ferro. Atualmente, imunoensaios
podem determinar diretamente a transferrina, havendo boa correlação
entre os níveis de transferrina e a CTCF.


Material


SANGUE


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A calprotectina é uma proteína encontrada nos grânulos citoplasmáticos dos neutrófilos. Concentrações elevadas de calprotectina nas fezes são observadas nas doenças inflamatórias intestinais (DII), como Doença de Crohn e retocolite ulcerativa. Níveis elevados de calprotectina também são observados em doenças infecciosas e neoplásicas do intestino. Por sua vez, as doenças funcionais do intestino, como síndrome do intestino irritável (SII), cursam com níveis normais de calprotectina. A quantificação dos níveis de calprotectina nas fezes é um exame útil para diferenciar pacientes com DII de pacientes com SII. Pacientes com DII apresentam concentração significativamente elevada de calprotectina nas fezes, enquanto pacientes com SII apresentam concentrações normais. Resultados de caprotectina acima de 200 mcg/g de fezes indicam doença inflamatória intestinal em atividade e apontam a necessidade de realização de testes adicionais como colonoscopia. As concentrações de calprotectina nas fezes se correlacionam com a atividade da DII, sendo útil no acompanhamento dos pacientes, pois o teste é um bom preditor de recidivas.


Material


Fezes


Instruções


- Não tem dieta ou preparo especifico.
- É necessário pelo menos meio frasco de fezes para realização do exame.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A análise da composição de cálculos urinários pode auxiliar a investigação dos mecanismos envolvidos em sua formação. Aproximadamente 80% dos pacientes com urolitíase apresentam cálculos de cálcio, compostos primariamente por oxalato de cálcio ou, menos frequentemente, fosfato de cálcio. Os outros tipos principais são os cálculos de ácido úrico, estruvita (fosfato amoníaco magnesiano) e cistina. A composição do cálculo depende da alteração metabólica subjacente ou condição predisponente. Os cálculos de oxalato e fosfato de cálcio, por exemplo, podem estar relacionados a Hipercalciúria, Hiperoxalúria, Hipocitratúria, Acidose Tubular Renal tipo I, Hiperparatireoidismo Primário, entre outros. Os cálculos de ácido úrico se devem a superprodução e excreção de ácido úrico ou pH urinário persistentemente baixo. Os cálculos de estruvita são formados em pacientes com infecção do trato urinário por microrganismos produtores de urease, como as bactérias Proteus ou Klebsiella. Os pacientes afetados apresentam frequentemente múltiplos cristais de fosfato amoníaco magnesiano no exame de urina. Já os cálculos de cistina se desenvolvem somente em pacientes com cistinúria, uma doença autossômica recessiva diagnosticada pela identificação de cristais de cistina no exame de urina e pela dosagem da excreção de cistina em urina colhida durante 24 horas.


Material


Calculo


Instruções


- O material é eliminado espontaneamente ou por extração cirúrgica.
- Não realizamos a coleta do material pois trata-se de um procedimento médico.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A calcitonina e um hormônio produzido pelas células C parafoliculares
na tireóide. Sua secreção e estimulada pelo cálcio e
pela pentagastrina. A calcitonina diminui a reabsorção óssea
osteoclástica.
A dosagem de calcitonina encontra-se elevada no carcinoma medular da
tireóide, em alguns pacientes com câncer (pulmão, mama ou pâncreas),
nas pancreatites, tireoidites, falência renal, Síndrome de Zollinger-
Ellison, anemia perniciosa, gestação e recém-natos.
Encontra-se diminuída na agenesia tireoidiana. Sua maior utilidade é
para o seguimento dos pacientes com carcinoma medular da tireóide. Em
alguns pacientes com carcinoma medular da tireóide (especialmente
aqueles com a forma familiar), a calcitonina basal pode estar normal;
entretanto, um incremento acentuado é observado após a infusão de
secretagogos.
Resultados falso-negativos aos testes de estímulo com pentagastrina
podem ocorrer em indivíduos com positividade para a mutação do RET
proto-oncogene. Os níveis de calcitonina sérica não conseguem
diferenciar entre a hiperplasia de células C e o microcarcinoma
medular.
Veja também: Teste de infusão do cálcio ou Teste de infusão da
pentagastrina para estímulo da calcitonina.



Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.

- Informar no momento do cadastro se já realizou cirurgia da tireóide e há quanto tempo atrás.



DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O cálcio encontra-se ligado às proteínas (47%) e livre (43%). A hipercalcemia é encontrada no hiperparatireoidismo, algumas neoplasias com ou sem metástases ósseas, mieloma, desidratação, hipervitaminose D, síndrome de imobilidade, hipertireoidismo, hepatopatias, insuficiência renal, sarcoidose, linfoma, uso de diuréticos e estrógenos. Níveis baixos de cálcio são encontrados na osteomalacia, pancreatite, hipomagnesemia, hipervolemia, má absorção, deficiência de vitamina D, diminuições da albumina e em situações que cursam com fósforo elevado (insuficiência renal, hipoparatireoidismo). Níveis críticos de cálcio total são aqueles inferiores a 6 mg/dL e superiores a 14 mg/dL. Na interpretação dos valores normais deve-se levar em conta níveis de albumina. Hemólise pode elevar seus resultados. A dosagem do cálcio iônico evita as distorções causadas pelas variações dos níveis da albumina.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- A coleta deve ser realizada no período da manhã, até as 11:30 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Dosagem de cálcio urinário é útil na investigação dos efeitos da vitamina D e PTH sobre a reabsorção óssea. Também utilizado na avaliação de nefrolitíase. Sua determinação é preferida na urina de 24 horas; urina recente pode ser utilizada realizando a razão cálcio/creatinina. A hipercalciúria é encontrada nas hipercalcemias, na hiper absorção intestinal de cálcio, distúrbios da reabsorção tubular de cálcio, corticoterapia, osteoporose, acromegalia, hipertireoidismo, feocromocitoma e Cushing. A hipocalciúria pode ser secundária a hipocalcemia, insuficiência renal, osteomalacia, raquitismo, alcalose, uso de diuréticos e estrógenos.


Material


Urina de 24 Horas


Instruções


- A dieta será orientada somente se for solicitada pelo médico. Caso contrário, a coleta será feita sem dieta. Se com dieta, favor especificar.
- Dieta pobre em cálcio (sugerida ou conforme orientação médica):
. Permanecer 4 dias sem ingerir os seguintes alimentos: leite e seus derivados (manteiga, queijo, requeijão, creme de leite, etc.)

- Coletar a urina 24 horas do 3º para o 4º dia, permanecendo sob dieta.
- Não colher durante o período de cólica renal ou em uso de medicamentos. Neste caso, esperar 10 dias (conforme orientação médica).
- Não fazer esforço físico durante a coleta.
- O cliente deve manter sua rotina diária.
- Não é necessário aumentar a ingestão de líquidos, exceto sob orientação médica.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O cálcio iônico é a fração biologicamente ativa do cálcio sérico total, representando 43% deste. Sua concentração é mais baixa a noite e maior pela manhã. A dosagem do cálcio iônico independe da albumina, entretanto varia com o pH, aumentando na acidose e diminuindo na alcalose.


Material


Soro


Instruções


Jejum não obrigatório.
A coleta deve ser realizada no período da manhã, até as 11:30 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Dosagem de cálcio urinário é útil na investigação dos efeitos da vitamina D e PTH sobre a reabsorção óssea. Também utilizado na avaliação de nefrolitíase. Sua determinação é preferida na urina de 24 horas; urina recente pode ser utilizada realizando a razão
cálcio/creatinina. A hipercalciúria é encontrada nas hipercalcemias, na hiper absorção intestinal de cálcio, distúrbios da reabsorção tubular de cálcio, corticoterapia, osteoporose, acromegalia, hipertireoidismo, feocromocitoma e Cushing. A hipocalciúria pode ser secundária a hipocalcemia, insuficiência renal, osteomalacia, raquitismo, alcalose, uso de diuréticos e estrógenos.


Material


URINA


Instruções


- Colher preferencialmente no laboratório a 1ª urina da manhã ou com intervalo de 4 horas entre as micções. Fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, desprezar o 1º jato de urina e coletar o jato do meio.

- Sendo a coleta feita em casa, trazer o material ao laboratório no prazo máximo de 1 hora.


Utilidade


O indicador biológico é capaz de indicar uma exposição ambiental acima de tolerância, mas não possui, isoladamente, significado clínico ou toxicológico próprio, ou seja, não indica doença, nem está associada a um efeito ou disfunção de qualquer sistema biológico. O cádmio é um agente tóxico acumulativo e suas principais vias de absorção são: pulmonar e pelo trato gastrointestinal. O metal acumula-se nos pulmões, fígado e rins, sendo muito lentamente excretado pela urina. A inalação de altas concentrações de cádmio causa danos aos pulmões, podendo levar o paciente a óbito. Já a inalação a baixas concentrações, por um período prolongado, está associada à danos renais e pulmonares, podendo resultar em câncer. A população em geral é exposta ao cádmio através de alimentos e do cigarro.


Material


Tubo de Heparina


Instruções


Evitar consumo de peixes, farinhas refinadas, chás e cafés.
Evitar uso de cigarro no dia da coleta.
Coletar sangue do final do último dia da jornada de trabalho ou após o período de exposição.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O indicador biológico é capaz de indicar uma exposição ambiental acima de tolerância, mas não possui, isoladamente, significado clínico ou toxicológico próprio, ou seja, não indica doença, nem está associada a um efeito ou disfunção de qualquer sistema biológico. O cádmio é um agente tóxico acumulativo e suas principais vias de absorção são: pulmonar e pelo trato gastrointestinal. O metal acumula-se nos pulmões, fígado e rins, sendo muito lentamente excretado pela urina. A inalação de altas concentrações de cádmio causa danos aos pulmões, podendo levar o paciente a óbito. Já a inalação a baixas concentrações, por um período prolongado, está associada à danos renais e pulmonares, podendo resultar em câncer. A população em geral é exposta ao cádmio através de alimentos e do cigarro.


Material


Urina Isolada


Instruções


- Evitar consumo de peixes, farinhas refinadas, chás e cafés.
- Evitar uso de cigarro no dia da coleta.
- Coletar urina do início do último dia da jornada de trabalho, ou após o período de exposição (recomenda-se evitar a primeira jornada da semana). Manter amostra refrigerada desde o momento da coleta.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


As moléculas de imunoglobulinas normais são constituídas de duas
cadeias pesadas idênticas (alfa, delta, épsilon, gama, mi), que
definem as classes de imunoglobulinas e duas cadeias idênticas de
cadeias leves: Kappa ou Lambda. Normalmente, a produção da cadeia leve tipo Kappa é duas vezes maior que a do tipo Lambda.
A detecção de cadeias leves monoclonais é importante, devendo ser
determinada em todas as gamopatias monoclonais e especialmente nas
doenças das cadeias leves, como mieloma de cadeias leves, amiloidose
primária sistêmica e doença do depósito de cadeias leves.
A quantificação de cadeias leves livres por nefelometria é mais
sensível que a imunofixação para detectar pequenas quantidades de
cadeias leves livres monoclonais, sendo fundamental no diagnóstico e
monitorização desses casos.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.
- Intervalo entre mamadas para lactentes.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


As moléculas de imunoglobulinas normais são constituídas de duas
cadeias pesadas idênticas (alfa, delta, epsilon, gama, mi), que
definem as classes de imunoglobulinas, e duas cadeias idênticas de
cadeias leves: Kappa ou Lambda. Normalmente, a produção da cadeia leve tipo Kappa é duas vezes maior que a do tipo Lambda. A detecção de cadeias leves monoclonais é importante, devendo ser determinada em
todas as gamopatias monoclonais e especialmente nas doenças das
cadeias leves, como mieloma de cadeias leves, amiloidose primária
sistêmica e doença do depósito de cadeias leves.
A quantificação de cadeias leves livres por nefelometria é mais
sensível que a imunofixação para detectar pequenas quantidades de
cadeias leves livres monoclonais, sendo fundamental no diagnóstico e
monitorização desses casos.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.
- Intervalo entre mamadas para lactentes.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


No soro ,a relação entre as cadeias leves Kappa/Lambda das moléculas das imunoglobulinas totais é de 2:1, enquanto a relação Kappa/Lambda das cadeia leves livres é 1:1,5. Esta diferença é atribuída à constituição dimérica das moléculas de cadeias leves livres lambda, cuja meia vida sérica é aproximadamente três vezes maior do que o monômero de cadeias leves livre Kappa. Produção aumentada de cadeias leves Kappa e de cadeias Lambda altera a relação Kappa/Lambda.
Resultados fora do intervalo de referência são atribuídos à presença de cadeias leves monoclonal. Cadeias leves monoclonal são encontradas no soro em mieloma múltiplo, mieloma múltiplo oligosecretor, macroglobulinemia de Waldenstrom, amiloidose primária, doença de depósito de cadeia leve, gamopatia monoclonal de significado indeterminado (MGUS), e doenças linfoproliferativas. A medida da concentração das cadeias leves livres sérica é usada para diagnóstico, prognóstico, monitoramento da atividade de doença e seguimento da resposta terapêutica nestas alterações. Doenças inflamatórias crônicas e infecciosas crônicas, bem como insuficiência renal e idade avançada, podem ser acompanhadas de aumento difuso em ambas as cadeias leves
livres Kappa e Lambda, mas a relação Kappa/Lambda tende a permanecer dentro dos limites normais.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O CA 72-4, também denominado TAG-72 é um marcador tumoral utilizado no controle de remissão e recidiva de carcinomas de estômago e ovários. Este marcador tem elevada sensibilidade para cancro, mas sem sensibilidade de órgão. Para fins de diagnóstico, o CA 72-4 apresenta 55% de sensibilidade para câncer de cólon, 50% para câncer de estomago, 45% para câncer de pâncreas e trato biliar e 63% para carcinoma mucinoso de ovário. 50% dos pacientes com câncer gástrico apresentam níveis elevados de CA 72-4. A vantagem mais importante do marcador CA 72-4 relativamente a outros é a respectiva especificidade de diagnóstico para doenças benignas, que é particularmente elevada.


Material


Soro


Instruções


Jejum aconselhável de 4 horas.
Pacientes em tratamento com doses elevadas de biotina (i.e. Superior a 5 mg/dia) devem aguardar no mínimo 8 horas após a última administração de biotina para coletar o exame.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


É uma glicoproteína relacionada com CA 19-9, expressa na maioria dos carcinomas epiteliais, como câncer gastrointestinal e de pâncreas. Níveis elevados podem estar presentes no pâncreas normal e em outros tecidos, o que exclui seu uso em imuno-histoquímica. Níveis elevados são observados no câncer de mama, ovário e tumores gastrointestinais, além de doenças benignas como pancreatite, doenças hepáticas e de vias biliares. A sensibilidade e especificidade do CA-50 para câncer de pâncreas e gastrointestinal são semelhantes àquelas do CA 19-9, o que contra-indica o uso simultâneo destes marcadores. Pacientes em risco de câncer colorretal ou pancreático com CA 19-9 normal, é obrigatório determinar o CA 50.


Material


Soro


Instruções


Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Similarmente ao antígeno CA 15-3, o CA 27-29 é encontrado no sangue da maioria dos pacientes de câncer de mama. Exames seriados de CA 27-29 podem auxiliar o médico a verificar se o tratamento está funcionando. Após o término do tratamento, auxiliam na detecção da recorrência da doença. O nível de CA 27-29 pode ser usado juntamente com outros procedimentos, tais como mamografias e medidas de outros níveis de marcadores tumorais, para controlar a recorrência em mulheres previamente tratadas.


Material


Soro


Instruções


Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O CA19-9 é indicado no auxílio ao estadiamento e monitoramento no tratamento em primeira escolha de câncer de pâncreas e trato biliar e, em segunda escolha no câncer colo retal. É obtida maior sensibilidade diagnóstica quando um teste para CA 19-9 é combinado com análise de imagem, como ultrassonografia ou tomografia. Essa combinação é útil na obtenção de diagnóstico em pacientes suspeitos de câncer de pâncreas que tiveram resultado negativo ou indeterminado em estudos de imagem. Em menor frequência, positiva-se também no câncer de mama, pulmão, cabeça e pescoço. Algumas doenças como cirrose hepática, pancreatite, doença inflamatória intestinal e doenças auto imunes podem elevar o níveis sanguíneos de CA19-9.


Material


Soro


Instruções


Jejum aconselhável de 4 horas.
Pacientes em tratamento com doses elevadas de biotina (i.e. Superior a 5 mg/dia) devem aguardar no mínimo 8 horas após a última administração de biotina para coletar o exame.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O CA15-3 é um marcador tumoral utilizado para auxiliar na detecção do câncer de mama. Estudos indicam que a elevação do CA15-3 varia de acordo com o estadiamento da paciente. A sensibilidade varia de acordo com a massa tumoral e o estadiamento clínico, sendo de 88% a 96% na doença disseminada. Apenas 23% dos casos apresentam aumento deste marcador na fase inicial. Aumento superior a 25% na concentração do CA15-3 correlaciona-se com a progressão da doença em 80% a 90% dos casos, e a diminuição em sua concentração está associada à regressão em 70% a 80%. Níveis séricos muito elevados estão associados à pior sobrevida. O CA15-3 é utilizado para diagnóstico precoce de recidiva, precedendo os sinais clínicos em até 13 meses.
Níveis elevados de CA15-3 foram observados também, em várias outras neoplasias, como câncer de ovário, pulmão, colo uterino, hepatocarcinoma e linfomas. E observados também em várias outras doenças, como hepatite crônica, tuberculose, sarcoidose e lúpus eritematoso sistêmico.


Material


Soro


Instruções


Jejum aconselhável de 4 horas.
Pacientes em tratamento com doses elevadas de biotina (i.e. Superior a 5 mg/dia) devem aguardar no mínimo 8 horas após a última administração de biotina para coletar o exame.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O CA 125 é marcador mais conhecido e utilizado na condução clínica de pacientes com tumores epiteliais de ovário. Este marcador tem sido estudado para o rastreamento de mulheres assintomáticas, no diagnóstico diferencial de mulheres com massas pélvicas, no monitoramento de resposta ao tratamento adjuvante e na detecção precoce de recorrência do tumor após tratamento. A sensibilidade para o diagnóstico de câncer de ovário é de 80% a 85% no tipo epitelial, variando de acordo com o estadiamento.
Outras neoplasias também podem apresentar elevação do Ca-125, entre eles os originários no endométrio, trompas, pulmões, mama e trato gastrointestinal. Em mulheres normais, as concentrações plasmáticas do Ca-125 estão um pouco mais elevadas na ovulação e significativamente mais elevadas durante a menstruação. Podem ocorrer ligeiros aumentos deste marcador no início da gravidez e em várias doenças benignas, como pancreatite aguda e crônica, doenças gastrointestinais benignas, insuficiência renal e doenças autoimunes.


Material


Soro


Instruções


Jejum aconselhável de 4 horas.
Pacientes em tratamento com doses elevadas de biotina (i.e. Superior a 5 mg/dia) devem aguardar no mínimo 8 horas após a última administração de biotina para coletar o exame.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Brucelose é uma zoonose causada por cocobacilos gram-negativos
intracelulares. O diagnóstico sorológico pode ser obtido pela
soroaglutinação ou por Imunoensaio enzimatico. Neste caso, permite
detecção de anticorpos IgM e IgG, na brucelose, podendo ser usado para diagnóstico e seguimento do paciente. Apresenta boa sensibilidade e reprodutibilidade. A IgG persiste por anos após a
infecção. Aumento de IgG, em amostras pareadas, em pacientes sintomáticos sugere infecção recente. A IgM pode ser encontrado em 30% dos pacientes crônicos.


Material


Soro


Instruções


Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Brucelose é uma zoonose causada por cocobacilos gram-negativos
intracelulares. O diagnóstico sorológico pode ser obtido pela
soroaglutinação ou por imunoensaio.
O imunoensaio enzimático permite detecção de anticorpos IgM e IgG, na
brucelose, podendo ser usado para diagnóstico e seguimento do
paciente. Apresenta boa sensibilidade e reprodutibilidade. A IgG persiste por anos após a infecção. Aumento de IgG, em amostras pareadas, em pacientes sintomáticos sugere infecção recente. A IgM pode ser encontrado em 30% dos pacientes crônicos.


Material


Soro


Instruções


Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Brucelose é uma zoonose causada por cocobacilos gram-negativos
intracelulares. O diagnostico sorológico pode ser obtido pela
soroaglutinação ou por imunoensaio. O teste de aglutinação em tubo (SAT), também denominado Prova Lenta ou Teste de Wright, ainda é o padrão ouro para detecção de aglutininas brucélicas. Este teste identifica anticorpos aglutinantes das classes IgM, IgG e IgA. Considera-se títulos iguais ou maiores 1:600 como evidencia significativa de infecção ativa. Em qualquer população, a ocorrência de um aumento de quatro vezes nos títulos, em um intervalo de 2 a 4 semanas, é indicativo de infecção
ativa. O achado de títulos mais baixos não são incomuns nos quadros crônicos. Resultados falso-negativos são raros e podem resultar de fenômeno prozona ou da presença de anticorpos bloqueadores. Resultados falso-positivos na SAT também são incomuns, mas podem decorrer da presença de fator reumatóide e reações cruzadas com anticorpos contra Francisella Tularensis, Escherichia coli, Vibrio cholerae e Yersinia enterocolitica.
O imunoensaio enzimático permite detecção de anticorpos IgM e IgG,
na brucelose, podendo ser usado para diagnostico e seguimento do
paciente. Apresenta sensibilidade e reprodutibilidade superior à
soroaglutinação. A IgG persiste por anos após a infecção. Aumento de IgG, em amostras pareadas, em pacientes sintomáticos sugere infecção recente. A IgM pode ser encontrado em 30% dos pacientes crônicos.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.
- Intervalo entre mamadas para lactentes.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A coqueluche trata-se de doença infecciosa aguda, transmissível, de distribuição universal. Compromete especificamente o aparelho respiratório (traqueia e brônquios) e se caracteriza por paroxismos de tosse seca. Em lactentes, pode resultar em número elevado de
complicações e até em morte. É causada pelo bacilo gram negativo Bordetella pertussis e transmitida através de perdigotos.
Para a coqueluche, o método diagnóstico padrão ouro é a cultura de secreção nasofaríngea. Os testes sorológicos disponíveis podem ser utilizados e apresentam boa sensibilidade e especificidade, quando o antígeno empregado é a toxina pertussis (PT). A detecção de IgM e
IgG, diante de contexto clínico-epidemiológico compatível, é altamente sugestiva de coqueluche.


Material


Soro


Instruções


Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A coqueluche trata-se de doença infecciosa aguda, transmissível, de distribuição universal. Compromete especificamente o aparelho respiratório (traqueia e brônquios) e se caracteriza por paroxismos de tosse seca. Em lactentes, pode resultar em número elevado de complicações e até em morte. É causada pelo bacilo gram negativo Bordetella pertussis e transmitida através de perdigotos. Para a coqueluche, o método diagnóstico padrão ouro é a cultura de secreção nasofaríngea. Os testes sorológicos disponíveis podem ser utilizados e apresentam boa sensibilidade e especificidade, quando o antígeno empregado é a toxina pertussis (PT). A detecção de IgM e IgG, diante de contexto clínico-epidemiológico compatível, é altamente sugestiva de coqueluche.


Material


Soro


Instruções


Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Material


Soro


Instruções


Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O pró-BNP e o BNP (brain natriuretic peptide) são marcadores da função miocárdica, sendo úteis no diagnostico auxiliar, monitorização do tratamento e definição de prognostico na insuficiência cardíaca congestiva (ICC). Estes peptídeos natriuréicos são sintetizados e armazenados em resposta ao aumento da pressão transmural nas câmaras cardíacas. O pré-hormônio precursor do BNP é um polipeptídeo de peso molecular mais alto, o pró-BNP. Ensaios desenvolvidos para o fragmento N-terminal do pró-BNP (NT-proBNP) tem se mostrado tao eficazes como o BNP para evidenciar a disfunção ventricular. Apresentam sensibilidade de 82% e especificidade de 92% para diagnostico de ICC.


Material


Sangue total EDTA


Instruções


Jejum não obrigatório.


1 |  2 |  3 |  4 |  5 |  6 |  7 |  8 |  9 |  10 |  11 |  12 |  13 |  14 |  15 |  16 |  17 |  18 |  19 |  20 |  21 |  22 |  23 |  24 |  25 |  26 |  27 |  21 Páginas de 27
VOLTAR