EXAMES E SERVIÇOS

Os equipamentos utilizados para a realização dos exames contam com alta tecnologia e uma equipe de multiprofissionais amplamente qualificados.

Esta estrutura permite que realizemos mais de 1.000 tipos de exames relacionados.

 

Buscar exames

Mnemônico + -
Descrição + -

Utilidade


O antígeno Mi-2 é um componente do complexo das deacetilases remodeladoras da cromatina (subunidade Mi-2 β). Anticorpos anti-Mi-2 são considerados anticorpos miosite específicos, com sensibilidade de 4% a 18% para miosite autoimune idiopática e especificidade de 98% a 100%. Anticorpos anti-Mi-2 podem ser detectados em até 31% dos pacientes com dermatomiosite (DM). Possuem alto valor preditivo positivo para DM, pois mais de 90% dos pacientes com anticorpos anti-Mi-2 têm diagnóstico de DM. Geralmente estes pacientes possuem os sinais cutâneos clássicos da doença e evoluem com boa resposta à
corticoterapia. A especificidade dos anticorpos anti-Mi-2 é método dependente. Dependendo do método utilizado para a pesquisa, podem estar presentes em 0 a 10% dos pacientes com polimiosite e 0 a 8% dos pacientes com miosite por corpúsculos de inclusão.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


Utilidade


Determinação do ácido mandélico e do ácido fenilglioxílico é realizada para a monitorização biológica de trabalhadores expostos a estireno. Níveis elevados destes metabólitos na urina indicam exposição ocupacional excessiva ao composto.


Material


Urina


Instruções


Colher urina após retenção urinária mínima de 4 horas. Lavar as
mãos, fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, desprezar o
1º jato de urina e coletar o jato médio em frasco próprio.
- Colher amostra de urina ao final do último dia de jornada de
trabalho da semana. Evitar a primeira jornada de trabalho da semana.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


Utilidade


A miastenia gravis (MG) é uma doença neuromuscular caracterizada por fraqueza e fadiga da musculatura esquelética, adquirida e de caráter autoimune em que há comprometimento da transmissão neuromuscular provocado por uma diminuição do número das junções devido a ataque mediado por autoanticorpos, embora os tratamentos disponíveis sejam efetivos, a cura permanece elusiva. Indicação: Considerados testes de segunda linha no diagnóstico de Miastenia Gravis. Recomenda-se sua utilização no caso da triagem inicial negativa realizada com os testes considerados como de primeira linha. 


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


Utilidade


Anticorpos antimitocôndria (AMA) são considerados marcadores diagnósticos da cirrose biliar primária (CBP). O alvo antigênico dos AMA são as enzimas do complexo 2-oxo-ácido desidrogenase (antígeno M2). Os antígenos específicos foram identificados como as subunidades E2 do complexo piruvato desidrogenase (PDC-E2), o complexo 2-oxo-ácido desidrogenase de cadeira ramificada (BCOADC-E2) e o complexo 2-oxo glutarato desidrogenase (OGDC-E2). AMA são tradicionalmente pesquisados pelo método da imunofluorecência indireta (IFI) em substrato composto por cortes histológicos de estômago, fígado e rim de rato, com sensibilidade de 90% e especificidade de 98%. Entretanto, a interpretação da IFI pode ser afetada por fatores como a proficiência do examinador e a presença concomitante de outros autoanticorpos. Os testes de fase sólida, como o ELISA, não sofrem influência dessas variáveis. Os testes ELISA anti-M2 de primeira geração utilizam PDC-E2 como substrato principal para detectar AMA. Enquanto 80-90% dos pacientes com CBP comprovada histologicamente têm anticorpos anti-PDC-E2, cerca de 10% de doentes com CBP apenas reagem a BCOADC-E2 e/ou OGDC-E2. O teste Anti-M2-3E ELISA utiliza como substrato uma mistura do antígeno PDC nativo e de uma proteína de fusão recombinante contendo os epítopos imunodominantes das subunidades E2 dos complexos PDC, BCOADC e OGDC. O ELISA Anti-M2-3E apresenta sensibilidade de 93% e especificidade de 98%, permitindo assim, a identificação adicional de pacientes com CBP e resultados negativos para AMA na IFI.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


Utilidade


Útil para o diagnostico de gastrite atrófica e anemia perniciosa.
Absorção da vitamina B12 (cobalamina) depende da produção do fator
intrínseco pelas células parietais gástricas que também secretam o
ácido clorídrico.
Gastrite autoimune leva à diminuição dos produtos das células
parietais e consequente gastrite atrófica e deficiência de B12 (anemia
perniciosa).
Anticorpos anti-células parietais são encontrados em 90% dos pacientes
com anemia perniciosa.
Valores elevados também podem ser encontrados em úlceras gástricas,
cancer gástrico e Síndrome de Sjögren. Cerca de 7% dos adultos
saudáveis têm esses anticorpos detectáveis.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.
- Intervalo entre mamadas para lactentes.


Utilidade


O Xileno é um hidrocarboneto aromático, que produz depressão do
sistema nervoso central (SNC). É um irritante de pele e mucosas
similar ao tolueno, e que preferencialmente acumula-se no cérebro e
tecidos adiposos.
O Xileno está presente no ambiente em geral, principalmente devido à
emissão em veículos automotores, devido a sua presença na gasolina. O
Xileno também é utilizado na produção de perfumes, praguicidas,
produtos farmacêuticos e nas indústrias de tinta,
plástico, borracha e couro.
O Ácido Metil Hipúrico representa mais que 95% da fração metabolizada
do Xileno. A determinação do Ácido Metil Hipúrico urinário é
empregada na monitorização biológica de trabalhadores expostos
ocupacionalmente ao solvente. Níveis elevados de Ácido Metil Hipúrico
urinário indicam uma exposição ocupacional excessiva ao Xileno.


Material


URINA


Instruções


Lavar as mãos antes de colher.

- Colher urina após retenção urinária de 4 horas. Fazer higiene da
genitália com água e sabão, secar, desprezar o 1º jato de urina,
coletar o jato médio em frasco próprio.
- Informar se é urina início ou final de jornada quando for exposição
ocupacional.
- Se a amostra for pós jornada de trabalho, colher amostra ao final do
último dia de trabalho da semana.
- Evitar colher após a primeira jornada de trabalho da semana.
- A ingestão de álcool inibe a biotransformação dos Xilenos e diminui
a excreção urinária do Ácido Metil Hipúrico.
- A biotransformação do xileno a ácido metil-hipúrico é inibida na
presença de ácido acetil salicílico (Aspirina).
- A exposição concomitante ao xileno e à metiletilcetona pode
resultar em inibição de enzimas envolvidas no metabolismo do
hidrocarboneto.


Utilidade


A amilase é uma enzima excretada pelo pâncreas, sensível no diagnóstico de pancreatite aguda. Eleva-se 12 horas após o início da
pancreatite e persiste por 3 a 4 dias. Valores três a cinco vezes acima do nível normal são considerados significativos. Níveis elevados
também são encontrados em tumores periampulares, caxumba, úlcera péptica perfurada, obstrução e infarto intestinal,
colecistopatias sem pancreatite, cirrose hepática, aneurisma de aorta, apendicite, traumas, queimaduras, uso de colinérgicos, meperidina e morfina. Hipertrigliceridemia pode causar resultados falsamente baixos.


Material


SANGUE


Instruções


Jejum não obrigatório.


Utilidade


Avaliação de pacientes com doença hepática crônica, nos quais haja suspeita diagnóstica de hepatite autoimune crônica ativa. 


Material


Soro


Instruções


Jejum não obrigatório.


Utilidade


Níveis elevados de ácido metilmalônico (AMM) resultam de defeitos hereditários de enzimas envolvidas no metabolismo do AMM ou deficiências hereditárias ou adquiridas de vitamina B12 (cobalamina). As deficiências nutricionais adquiridas são muito mais comuns do que os defeitos hereditários e podem estar relacionadas a mal absorção intestinal, digestão prejudicada ou má alimentação.
Vários estudos sugeriram que a determinação do ácido metilmalônico em soro ou urina podem ser um marcador mais confiável de deficiência de cobalamina do que a determinação direta de vitamina B12.


Material


Soro


Instruções


- Recomendável jejum de no mínimo 8 horas.


Utilidade


A amônia (NH3) circulante origina-se da ação de enzimas bacterianas nos aminoácidos presentes no conteúdo do intestino delgado e grosso.
Metabolismo da NH3 ocorre no ciclo da ureia. Excluindo as variáveis pré-analíticas, as principais causas de hiperamonemia são os erros inatos do metabolismo e a insuficiência hepática. Aumentos de amônia plasmática também são encontrados na: Síndrome de Reye, tabagismo,
terapia de hiperalimentacao, nutrição parenteral total, infecção urinária, neonatos normais (transitória), uso de valproato, sangramento gastrintestinal, choque, hipovolemia, miopatias mitocondriais, asfixia perinatal, insuficiência cardíaca congestiva e infecção por bactéria urease-positiva. Redução dos níveis de amônia plasmática são encontrados na Hiperornitinemia. Extremo rigor é necessário na coleta que se evite elevações espúrias.


Material


MOSTRA - SANGUE


Instruções


O paciente fumante deve abster-se do fumo 12 horas antes da coleta


Utilidade


A presença de anticorpos anti-mitocôndria (AMA) é uma
característica imunológica da cirrose biliar primaria (CBP), uma
doença colestática intra-hepática crônica, mais frequente em mulheres
entre 30 e 60 anos. Anticorpos anti-mitocôndria (AMA) estão presentes
em cerca de 90% a 95% dos casos. Seus títulos não se correlacionam
com a severidade da doença, não sendo, pois, úteis para monitorização
do tratamento. Não é especifico para cirrose biliar primária, podendo
estar presente em hepatites virais, cirrose hepática e doenças auto-
imunes.


Instruções


Jejum não obrigatório.


Utilidade


Diagnóstico de macroamilasemia e pancreatites agudas e crônicas.


Utilidade




Material


Soro (Trace Branco)


Instruções


- A coleta deve ser realizada imediatamente antes da administração da próxima dose ou conforme orientação médica.
- Jejum não obrigatório.
- Não colher em tubo com gel separador. Colher em Trace Branco


Utilidade


Os anticorpos anti-neutrófilos (ANCA) reagem com o citoplasma de
neutrófilos e estão presentes em vasculites necrotizantes sistêmicas.
Estes anticorpos são detectados inicialmente pela técnica de
imunofluorescência utilizando neutrófilos de doador normal.
Basicamente, podem ser identificados dois padrões de ANCA:
C-ANCA: caracterizado pela presença de granulações final com
acentuação central característica no citoplasma dos neutrofilos
fixados pelo etanol. O antígeno em 90% dos casos e a proteinase 3
(PR3). Esta fortemente associada a Granulomatose de Wegener (GW). Os
níveis de ANCA são úteis na monitorização da atividade da doença. E
positivo em mais de 90% dos indivíduos com GW ativa e em apenas 30%
dos pacientes com doença inativa. Apresenta especificidade de 80% a
100%. Raramente e encontrado em indivíduos normais e na ausência de
vasculite. Reações falso-positivas podem ser encontradas na presença
de uma proteína presente na membrana celular conhecida como fator de
permeabilidade bacteriana e raramente na vigência da mieloperoxidase.
P-ANCA: apresenta-se como florescência nuclear com acentuação
perinuclear. O auto-anticorpo e dirigido contra a mieloperoxidase
(MPO). Esta relacionado com Poliangeite microscopica, Glomerulonefrite
crescente (pauci-imune), alveolite hemorrágica e síndrome de Churg-
Strauss. Anticorpos contra outras enzimas citoplasmáticas podem
produzir uma coloração similar. Sendo assim, este padrão e também
encontrado em mais de 80% dos pacientes com retocolite ulcerativa, em
70% dos casos de colangite esclerosante, em 10 a 40% dos pacientes com
doenças de Crohn, além de outras doenças hepatobiliares. Também pode
estar presente na endocardite e fibrose cística com infecção
bacteriana. O uso de algumas drogas, como a hidralazina, pode aumentar
os niveis de MPO,levando a um P-ANCA falso-positivo. A coloração
nuclear ou perinuclear dos neutrofilos pode ocorrer na presenca de
anticorpos para o DNA, histona e outros constituintes nucleares. Este
achado pode ser indistinguível do padrao P-ANCA. Para diferenciar os
dois padrões e necessária a realização da pesquisa de ANA/HEp2 e ANCA
com neutrófilos fixados em formalina. A fixação com formalina previne
a redistribuição do antígeno para o espaço perinuclear, levando a uma
coloração semelhante ao C-ANCA.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.
- Intervalo máximo entre mamadas para lactentes.


Utilidade


A androstenediona e um hormônio esteróide androgenico produzido pelo córtex adrenal e gônadas. É um corticosteróide e um intermediário no metabolismo dos andrógenos e estrógenos. A Androstenediona e produzida a partir da 17-hidroxiprogesterona e Dehidroepiandrosterona. É o esteróide produzido em maior quantidade pelas células intersticiais do ovário. Nas mulheres, a androstenediona e a maior fonte precursora da testosterona. Sua produção encontra-se aumentada nos casos de Síndrome de Cushing, Hiperplasia Adrenal Congênita, Síndrome dos Ovários Policisticos, Hirsutismo Idiopático. Sua concentração encontra-se reduzida na Doença de Addison.


Material


SANGUE


Instruções


Jejum não obrigatório.


Utilidade


Este teste é utilizado para avaliar a capacidade de resposta humoral de um indivíduo aos
diferentes antígenos polissacarídeos dos diversos sorotipos de pneumococos contidos na
vacina contra Streptococcus pneumoniae. A avaliação sorológica deve ser feita em amostras
pareadas colhidas antes e após 30 dias da vacinação.
Considera-se uma resposta humoral adequada e protetora em resposta a
vacinação, quando é observada uma elevação de pelo menos 2 vezes na concentração de
anticorpos contra, pelo menos, 50% dos sorotipos testados em relação à concentração basal.
Os anticorpos são predominantemente da classe IgG2 e a ausência de resposta contra um ou
mais sorotipos pode caracterizar um quadro de imunodeficiência humoral específica, mais
frequentemente associado à deficiência de IgA.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.


Material


Urina


Instruções


Jejum não obrigatório.


Material


Urina


Instruções


- Colher preferencialmente no laboratório a 1ª urina da manhã ou com intervalo de 4 horas
entre as micções. Fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, desprezar o 1º jato
de urina e coletar o jato do meio.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.


Utilidade




Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.


Utilidade


A Antiestreptolisina O (AEO) elevada indica infecção por estreptococos
beta-hemolíticos, mas de forma isolada não permite o diagnóstico de
febre reumática ou glomerulonefrite difusa aguda (GNDA). Níveis de AEO
podem apresentar variações, com valores normais diferentes em
populações distintas. Títulos em elevação durante determinações
seriadas são mais significativos que uma única determinação. Nas
infecções estreptocócicas, AEO é detectado em 85% das faringites, 30%
das piodermites e 50% das GNDA. Na febre reumática, 80% dos casos
apresentam AEO elevada 2 meses após início do quadro, 75% em 2 meses,
35% em 6 meses e 20% em 12 meses. Falsos-positivos podem ocorrer em
pacientes com tuberculose, hepatites e esquistossomose


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


Utilidade


O antígeno SSB/La é uma proteína celular ligada a RNAs
pequenos. A presença do anti-SSB/La está fortemente associada a SS,
ocorrendo em cerca de dois terços dos pacientes com esta desordem e no
LES, em 10% a 15%. Pacientes com LES e anticorpos anti-SSA/Ro e anti-
SSB/La têm uma evolução mais leve da doença em comparação com
aqueles sem o anti-SSB/La. A técnica utilizada para a dosagem destes
anticorpos é a imunopreciptação.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.


Utilidade




Material


URINA


Instruções


- Urina recente.


Utilidade


São anti-anticorpos dirigidos contra o cinetocore do aparelho
mitótico. Ocorrem em 22% a 36% dos pacientes com esclerose sistêmica.
Sua presença correlaciona-se com fenômeno de Raynaud, e está presente
em 98% da forma CREST (Calcinose, fenômeno de Raynaud, dismotilidade
esofageana, esclerodactilia e telangectasias). Reportado em 22% a 36%
dos casos de esclerodermia. Também descrito em casos de Tireoidite de
Hashimoto.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.
- Intervalo entre mamadas para lactentes.


Utilidade


A presença de anticorpos anti-mitocôndria (AMA) é uma
característica imunológica da cirrose biliar primaria (CBP), uma
doença colestática intra-hepática crônica, mais frequente em mulheres
entre 30 e 60 anos. Anticorpos anti-mitocôndria (AMA) estão presentes
em cerca de 90% a 95% dos casos. Seus títulos não se correlacionam
com a severidade da doença, não sendo, pois, úteis para monitorização
do tratamento. Não é especifico para cirrose biliar primária, podendo
estar presente em hepatites virais, cirrose hepática e doenças auto-
imunes.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


Utilidade


Resultado alterados deste exame podem ser encontrados em casos de
infertilidade, bloqueio dos ductos eferentes nos testículos ou
vasectomia.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


Utilidade


Imunoglobulinas circulantes dirigidas contra a tireoglobulina estão presentes em pacientes com tireoidite de Hashimoto e em uma menor extensão, doença de Graves. Os novos métodos praticados em nosso laboratório são mais sensíveis. Anticorpos anti-Tg podem ser detectados em indivíduos sem doença tireodiana clinicamente significativa. Eles não definem o status da função tireoidiana. Anticorpos anti-Tg interferem com a mensuração da tireoglobulina com os imunoensaios. Consequentemente, o soro a ser estudado para tireoglobulina é rastreado para a presença de anticorpos antitireoglobulina.


Material


SANGUE


Instruções


Jejum desejável de 4 horas.


Material


Soro


Utilidade


A Alfa-1-anti-tripsina (AAT) é uma proteína de fase aguda, sendo o inibidor de protease mais abundante no plasma. É o principal
componente da alfa-1-globulina, aumentando de forma rápida, mas inespecífica em processos inflamatórios. Encontra-se elevada em
infecções, artrites, vasculites, gravidez, terapia com estrógenos ou corticoides, neoplasias e pós-operatórios. Deficiência genética de AAT
pode estar associada com enfisema pulmonar, doença crônica, cirrose hepática e carcinoma hepatocelular.


Material


SANGUE


Instruções


JEJUM NÃO OBRIGATÓRIO


1 |  2 |  3 |  4 |  5 |  6 |  7 |  8 |  9 |  10 |  11 |  12 |  13 |  14 |  15 |  16 |  17 |  3 Páginas de 17
VOLTAR