EXAMES E SERVIÇOS

Os equipamentos utilizados para a realização dos exames contam com alta tecnologia e uma equipe de multiprofissionais amplamente qualificados.

Esta estrutura permite que realizemos mais de 1.000 tipos de exames relacionados.

 

Buscar exames

Mnemônico + -
Descrição + -

Utilidade


Útil na avaliação da imunidade humoral e no auxílio diagnóstico e acompanhamento de mieloma da classe IgG, diagnosticado à eletroforese por pico monoclonal. A dosagem no liquor é Indicada em infecções do sistema nervoso central, neoplasias primárias do tecido encefálico, ou metástases e doença neurológica primária, em particular esclerose múltipla.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Avaliação da imunidade humoral; útil na avaliação de infecções agudas, por ser o primeiro anticorpo a se formar em reposta ao estímulo antigênico; útil na monitoração da terapia para macroglobulinemia de Waldenstron e neoplasias linfocíticas; avaliação de IgM no liquor 


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Material


Bloco de Parafina + Lâmina


Instruções


- Não realizamos imunohistoquímica de biopsia de músculo.
- Não realizamos imunohistoquímica para Leishmania.
- Não realizamos a coleta de biopsia por se tratar de um procedimento médico.
- Trazer bloco e lâmina (em temperatura ambiente) juntamente com o pedido médico e o laudo do anatomo patológico em qualquer unidade.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Os testes para quantificação de IgE específica tem por finalidade
identificar o(s) alérgeno(s) responsável por manifestações clínicas de alergia: manifestações respiratórias, cutâneas, alimentares, e também hipersensibilidade a drogas.
São ferramentas importantes utilizadas no auxílio do diagnóstico de
alergia, quando há história clínica sugestiva.
O IgE específico pesquisa um único alérgeno, enquanto o IgE múltiplo
constitui um grupo de alérgenos pesquisados em conjunto.


Material


Soro


Instruções


Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Quando paraproteínas são detectadas na eletroforese de soro, urina ou líquor, devem ser classificadas pela imunofixação. As imunoglobulinas monoclonais, também chamadas de paraproteínas ou Proteínas M, derivam de uma única linhagem de células plasmáticas que podem produzir altas concentrações de um único anticorpo monoclonal que aparece como uma linha estreita na eletroforese (ex.: mieloma múltiplo, macroglobulinemia de Waldestrom, amiloidose, gamopatia monoclonal de significado indeterminado). A imunofixação, que substitui a técnica de imunoeletroforese por ser mais sensível e rápida, combina as técnicas de eletroforese e imunoprecipitação. Após a separação das proteínas séricas por
eletroforese, anti-soro (contra IgA, IgG, IgM, cadeia leve Kappa e Lambda) é colocado sobre as frações separadas. As proteínas não precipitadas são lavadas e o imunoprecipitado é a seguir corado. A presença de proteína M é caracterizada na imunofixação pela presença de uma banda bem definida associada com uma classe de cadeia pesada (IgM, IgG ou IgA) e banda de mesma mobilidade que reage com cadeia kappa ou lambda. Este método tem grande aplicação na identificação de proteínas M presentes em pequenas quantidades, que são difíceis de detectar por outros métodos.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O indican é o resultado da decomposição do triptofano intestinal, estando normalmente presente em traços na urina. Sua absorção
intestinal é maior na presença de constipação ou aumento da putrefação intestinal. Assim, o indican tem seu nível aumentado em
enterites, na obstrução intestinal, no íleo paralítico e nas neoplasias gastrintestinais. O indican também apresenta-se elevado em
quadros de decomposição bacteriana de proteínas corpóreas, como septicemias e gangrenas.


Material


Urina Isolada


Instruções


- Colher 1ª urina da manhã ou urina com o mínimo de 4 horas de retenção urinária.
- Fazer higiene local com água e sabão, secar, desprezar o 1º jato e coletar o jato do meio.
- Volume minimo 30 mL.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O indice de HOMA é um cálculo simples fundamentado na dosagem de
insulina e glicose, ambas em jejum.
Podem ser realizados dois cálculos: HOMA IR que avalia a resistência
insulínica e HOMA BETA que avalia a capacidade de secreção de insulina pelas células beta pancreáticas.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 a 14 horas ou conforme orientação médica.
- Em caso de crianças, seguir orientação médica.
- A coleta deve ser realizada no período da manhã, até as 11:30 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Além de sua indicação no diagnóstico de insulinoma, a dosagem de
insulina pode ser utilizada para estudo de outras causas de
hipoglicemia. Diversas formas de resistance a insulina, por
diferentes mecanismos, vem sendo descritas. A causa mais conhecida e
a que acompanha a obesidade, que apresenta níveis de insulina
elevados, com resposta exagerada após a sobrecarga glicídica. Nesses
casos, ocorre elevação da insulinemia, frente a níveis normais ou
elevados da glicêmia.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 a 14 horas ou conforme orientação médica.
- Em caso de crianças, seguir orientação médica.
- A coleta deve ser realizada no período da manhã, até as 11:30 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A interleucina-6 (IL-6) é uma citocina (proteína multifuncional) que pode ser liberada por várias células do organismo frente aos mais diversos estímulos. Mais especificamente, a IL-6 secretada pelos adipócitos, células endoteliais e células do sistema imune é um importante fator na manutenção do estado de baixo grau de inflamação característico da obesidade, diabetes e doença cardiovascular, bem como pela ativação imunológica aguda desencadeada por infecções e sepse. A produção de IL-6 é regulada, tanto de forma positiva como negativa, por uma variedade de agentes e mecanismos que compreendem os mitogênios, a estimulação antigénica, os lipopolissacarídeos, a IL-1, o TNF, o PDGF e os vírus. Os níveis séricos de IL-6 podem refletir a presença de estímulos inflamatórios sistêmicos, metabólicos e fisiológicos subjacentes. Níveis elevados desta proteína foram encontrados em associação com diversas patologias, incluindo doenças auto-imunes tais como a artrite e a doença de Castleman, a glomerulonefrite proliferativa mesangial, a psoríase, a doença inflamatória intestinal e tumores malignos tais comoos plasmacitomas, os mielomas, os linfomas, as leucemias e o cancro do ovário. Indivíduos saudáveis apresentam concentrações séricas de IL-6 muito baixas, geralmente entre 0,2-7,8 pg/mL. Aumentos modestos de IL-6 podem ocorrer com o envelhecimento, hiperglicemia e após exercício físico, enquanto na sepse aumentos superiores a 1.600 pg/mL são observados.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Informar no momento do cadastro se o cliente está em uso de medicamento.
- Informar no momento do cadastro se o paciente ficou exposto ao Iodo.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Além de sua indicação no diagnostico de insulinoma, a dosagem de
insulina pode ser utilizada para estudos de outras causas de
hipoglicemia. Diversas formas de resistência a insulina, por
diferentes mecanismos, vem sendo descritas. A causa mais conhecida e
a que acompanha a obesidade, que apresenta níveis de insulina
elevados, com resposta exagerada após a sobrecarga glicídica. Nesses
casos, ocorre elevação de insulinemia, frente a níveis normais ou
elevados da glicemia.


Material


Soro


Instruções


- Ao iniciar a alimentação, marcar o horário, aguardar 2 horas, a
partir do inicio da refeição e retornar para colher o exame (chegar ao laboratório 10 minutos antes da coleta).
- Pode-se ingerir água neste período.
- Se ingerir sobremesa, faze-lo logo após alimentação.
- A coleta deverá ser feita no mesmo dia da insulina em jejum (se
houver).
- Neste intervalo de 2 horas não poderá: chupar balas, mascar
chicletes, tomar cafe, chá, suco, sorvete, etc.
- O teste poderá ser colhido após qualquer refeição, de preferência
uma refeição habitual do paciente.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade




Material


Sangue total em edta


Instruções


- É obrigatório ter pedido médico e formulário "Questionário de Encaminhamento para exames de Imunofenotipagem" devidamente preenchido pelo médico solicitante.
- Quando a justificativa de realização do exame for a avaliação de doença residual mínima (acompanhamento de Leucemias e Linfomas) é imprescindível o preenchimento adequado do campo DRM (Doença Residual Mínima) do questionário e o envio do laudo de imunofenotipagem do diagnóstico da doença.

- Exame realizado na central de segunda a quinta até as 13:30.
- Não realizamos nas unidades.
- Não realizamos o exame em feriados e véspera de feriado.
- O exame deve ser agendado com pelo menos dois dias de antecedência.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Os anticorpos do sistema ABO são de ocorrência natural. São formados após o nascimento com a colonização intestinal e contato com
os diversos antígenos alimentares de acordo com o grupo sanguíneo do indivíduo. Utiliza-se a titulação destes anticorpos para avaliar o funcionamento do sistema imune.


Material


Soro + Sangue total (EDTA/Citrato/Heparina)


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A infecção pela Isospora belli, ou isosporose, tem sido diagnosticada em pacientes com AIDS. Os sintomas incluem diarreia, cólicas abdominais, náuseas, febre, dor de cabeça, esteatorreia, vômitos, desidratação e perda de peso, podendo persistir por meses ou anos. Em preparações fixadas e coradas, o oocisto é tipicamente elipsóide, medindo em média 20 a 30 µm de comprimento e 10 a 19 µm de largura, com as extremidades afuniladas (regiões polares), apresentando uma dupla parede lisa e hialina. Quando excretados nas fezes, os oocistos são imaturos (não esporulados) contendo um esporoblasto. Depois da excreção os oocistos maduros dividem-se formando dois esporoblastos. Os esporoblastos segregam cada qual uma membrana resistente em torno de si, transformando-se em esporocistos, com quatro esporozoítos dentro de cada um. Quando o exame de fezes é negativo, torna-se necessário o exame de amostras do duodeno, colhidas pela biópsia ou pesquisa do conteúdo duodenal.


Material


Fezes


Instruções


- O exame não deve ser realizado se o paciente fez o uso de laxantes (somente com orientação médica), antidiarreicos, antiácidos e contrastes radiológicos.
- Caso tenha usado algum dos itens aguardar 3 dias.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O Índice de Saturação da Transferrina (IST) e a razão ferro sérico/
capacidade de combinação do ferro. A associação de ferro sérico e IST
abaixo dos valores normais e dado mais consistente de anemia
ferropriva. A transferrina é a proteína que transporta o ferro no
plasma. Em condições normais, 20 a 50% dos sítios de ligação do ferro
na transferrina são ocupados. Valores elevados ocorrem na
hemocromatose, talassemia, hepatites, gravidez, ingestão de ferro e
uso de progesterona. Na reposição de ferro, valores superiores a 100%
podem ser encontrados. Níveis baixos podem estar presentes na anemia
ferropriva, desnutrição e na anemia das doenças crônicas.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Quando inalados os vapores causam irritação das mucosas, tosse, dor de cabeça, náuseas, vômito e diarreia. Em altas concentrações é um depressor do SNC, podendo causar narcoses, e em casos extremos pode levar a inconsciência e ao coma. Extremamente perigoso em caso de contato com a pele. Causa o ressecamento, podendo provocar irritações e dermatites. Causa irritação dos olhos. Em casos extremos causa queimaduras graves com danos a visão. Quando ingerido provoca problemas gastrointestinais. Resulta em náuseas, vômito e depressão no sistema nervoso central.


Material


Urina Isolada


Instruções


- Coletar em frasco apropriado a urina do final do último dia da jornada de trabalho, ou após o período de exposição.
- Manter amostra refrigerada desde o momento da coleta.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O índice de tiroxina livre pode ser calculado como o produto da
captação de T3 por resina e T4 total. Usualmente é proporcional ao T4
livre. Apresenta estimulativa satisfatória da concentração de T4 livre nas gestantes e em uma variedade de outras situações em que a
concentração de TBG encontra-se alterada. Recentemente, os ensaios de
TSH, T4 livre e T3 livre mostram-se mais reprodutíveis, tornando o uso do ITL menos relevante.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Colher a amostra preferencialmente antes da administração da próxima dose de medicamentos a base de Levotiroxina (Euthirox, Puran T-4, Synthroid, Tethroid, etc) ou conforme orientação do médico.
- Informar no momento do cadastro medicamentos em uso, informar qualquer medicamento que usa ou usou recentemente, inclusive fórmulas para emagrecer (Triostat,Thevier).
- Informar no momento do cadastro (para mulheres) se esta grávida ou se usa anticoncepcional.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O teste é útil na monitorização da excreção de iodo após dose oral ou endovenosa dessa substância.


Material


Urina 24 horas


Instruções


- Manter a urina refrigerada durante toda a coleta.
- Informar no momento da coleta o uso de medicamento.
- Informar no momento da coleta ficou exposto ao Iodo.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A associação de JAK2 com desordens mieloproliferativas (MPDS),
incluem Policitemia Vera (PV), Trombocitemia (ET) e Mielofibrose
Idiopática(IMF). PV está associada ao aumento do número de precursores eritróides (eritrócitos),causando um aumento no volume sangüíneo, tornando-o mais espesso, de modo que o sangue passa a fluir com menor facilidade através dos pequenos vasos sangüíneos, podendo complicar para eventos trombóticos. Na trombocitemia, os megacariócitos tornam- se anormais e produzem plaquetas em excesso, levando à formação espontânea de coágulos, que provocam a obstrução do fluxo sangüíneo. Na mielofibrose ocorre um envolvimento dos fibroblastos (células que produzem tecido fibroso ou conjuntivo), que parecem ser estimulados por células precursoras anormais, possivelmente megacariócitos (células que produzem plaquetas). A troca de um nucleotídeo guanina por uma timina no éxon 14 do gene Janus Quinase 2(JAK2) representa uma
mutação que pode ser adquirida e está presente na linhagem mielóide. Ocorre uma substituição do aminoácido valina por fenilalanina no códon 617,causando uma ativação constitutiva da Tyrosina kinase, que é responsável por crescimento celular. Esta mutação está presente em 66% dos casos de policitemia Vera, 23,6% de trombocitemia essencial e 35,6% de mielofibrose crônica, tornando-a um importante auxílio diagnóstico.


Material


Sangue total em EDTA/Medula óssea em EDTA


Instruções


- Obrigatório preenchimento pelo médico do questionário para exame Oncohematológico.
- Jejum não obrigatório.

- Não realizamos coleta de medula óssea por se tratar de um procedimento médico.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Os testes para quantificação de IgE específica tem por finalidade
identificar o(s) alérgeno(s) responsável por manifestações clínicas de
alergia: manifestações respiratórias, cutâneas, alimentares, e também
hipersensibilidade a drogas.
São ferramentas importantes utilizadas no auxílio do diagnóstico de
alergia, quando há história clínica sugestiva.
O IgE específico pesquisa um único alérgeno, enquanto o IgE múltiplo
constitui um grupo de alérgenos pesquisados em conjunto.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O ácido lático (lactato) é um intermediário do metabolismo dos
carboidratos, sendo o principal metabólito do glicogênio em
anaerobiose. Valores elevados são encontrados no pos-prandial, após
exercícios físicos, no choque, insuficiência renal, hepática,
intoxicação por etanol, uso de medicamentos (biguanidas, salicilatos,
barbitúricos), glicogenoses congênitas, anomalias do metabolismo de
ácidos graxos e aminoácidos. Níveis elevados de ácido lático no liquor são encontrados na meningite bacteriana, ao contrário da meningite viral, em que níveis normais são usualmente encontrados.




Material


Plasma Fluoretado


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- A coleta deve ser realizada no período da manhã, até as 11:30 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A Lamotrigina é um anticonvulsivante complementar no tratamento de crises convulsivas tônico-clônicas e parciais complexas. Indicada no tratamento de depressão bipolar e dor pós-operatória.
Estudos in vitro sugerem que a Lamotrigina inibe aos canais de sódio sensíveis à diferença de potencial, estabilizando as membranas neuronais e conseqüentemente modulando a transmissão pré- sináptica por diminuir a liberação de aminoácidos excitatórios, especialmente o glutamato, que desempenha um papel fundamental no desencadeamento de crises epilépticas. Sua dosagem é útil para a monitorização dos níveis terapêuticos e tóxicos. Apresenta pico sérico 5 horas após sua absorção, com meia-vida de 23 a 72 horas (menor em crianças).
Cerca de 55% da droga está ligada às proteínas plasmáticas. O ácido Valpróico inibe o metabolismo desta droga, podendo causar níveis elevados. Drogas que induzem o sistema microssomal podem diminuir seus níveis (ex: Carbamazepina, Fenobarbital). Quadro de hipersensibilidade cutânea pode ocorrer independentemente do nível sérico.


Material


Soro


Instruções


- Jejum alimentar desejável de 4 horas ou conforme orientação do médico.
- Informar, no momento do cadastro, medicamentos em uso, dosagem, dia e hora da última dose.
- A coleta ideal deve ser realizada imediatamente antes da administração da próxima dose do medicamento ou conforme orientação médica.
- Caso o medicamento seja tomado apenas uma vez ao dia, a coleta deve ser feita pelo menos 12 horas após a medicação.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade




Material


Liquido Ascitico


Instruções


- Não realizamos a coleta do material pois trata-se de um procedimento médico.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O fator reumatóide é um auto-anticorpo, da classe IgM, dirigida
contra IgG. É classicamente utilizado no diagnóstico da Artrite
Reumatóide (AR), entretanto, algumas considerações devem ser
realizadas na interpretação de seu resultado: FR é positivo em 5 a
10% da população saudável e em 25% dos indivíduos maiores de 70 anos;
doenças que cursam com aumento de gamaglobulinas podem causar falso-
positivos biológicos (LES, S. Sjogren; artrite reativa; gota,
pseudogota, esclerodermia, polimiosite e polimialgia reumática); está
presente em 10 a 40% dos portadores de infecções crônicas (sífilis,
lepra, brucelose, tuberculose, malaria, esquistossomose,
tripanossomíase, hepatite viral, doença hepatica crônica e
endocardite). FR é negativo em 1/3 dos pacientes com AR. É positivo
em menos de 50% dos casos de AR nos primeiros 6 meses de doença, onde
sua associação com o anti-CCP pode ser útil.


Material


Soro


Instruções


Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Material


Urina Isolada


Instruções


- Volume minimo 5 mL.
- Coletar preferencialmente no laboratório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Teste útil na avaliação das imunodeficiências congênitas de linfócitos B (gamaglobulinemias congênitas) ou combinadas (deficiência de imunidade humoral e celular).


Material


Sangue total em EDTA


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Exame realizado somente na central de segunda a quinta até as 13:30.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


É útil na avaliação de deficiência da lactase intestinal, quando da presença de patologias como doença celíaca, gastroenterite,
deficiência idiopática, em danos ou disfunção da mucosa intestinal.





Material


Plasma Fluoretado


Instruções


- O exame deve ser coletado no período da manhã até as 11:30.
- Aos sábados o exame deve ser iniciado até as 10:00 devido ao horário de funcionamento das unidades.
- Adultos: jejum mínimo de 8 horas e máximo de 10 horas.
- Crianças:
. ate 3 anos: maior intervalo entre as mamadas.
. de 3 a 5 anos: Jejum obrigatório de 4 horas.
. maiores de 5 anos: jejum obrigatório de 8 horas (igual a adulto).
- Não tomar laxante na véspera do exame.
- Não realizar o teste em caso de diarreia no dia do exame ou até dois dias anteriores a realização do exame.

- Obrigatório presença de acompanhante para realização do exame.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A dehidrogenase láctica (DHL) catalisa a conversão reversível de ácido láctico muscular em ácido pirúvico, um passo essencial nos processos metabólicos que, em última análise, produzem a energia celular.


Material


SORO


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- O exame deve ser coletado no período da manhã até as 11:30.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Avaliação de dislipidemias; avaliação de risco para doença coronariana. As lipoproteínas de baixa densidade (LDL - low density lipoproteins) são sintetizadas no fígado, sendo responsáveis pelo transporte do colesterol a partir do fígado para os tecidos periféricos.


Material


Soro


Instruções


Jejum obrigatório de 10-12 horas.
Obrigatório coletar até as 11:30 da manhã.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O reconhecimento da proteína LEDGF está fortemente associado ao padrão nuclear pontilhado fino denso observado no teste de FAN. A literatura demonstra de maneira incontestável a presença desses autoanticorpos prioritariamente em indivíduos hígidos, embora uma pequena porcentagem de pacientes autoimunes possa também apresentá-los. A interpretação de um achado positivo deve ser realizada com extrema cautela, visto que a identificação da reatividade de autoanticorpos contra a proteína LEDGF em um caso de FAN positivo torna improvável o diagnóstico de LES e de doenças similares.
O exame pesquisa anticorpos contra um fator de crescimento celular derivado do cristalino, (lens epithelium-derived growth factor, ou LEDGF), que tem peso molecular de 75 kDa. Pelo teste de FAN, o padrão nuclear pontilhado fino denso está fortemente associado à presença de autoanticorpos contra essa proteína.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 
1 |  2 |  3 |  4 |  5 |  6 |  7 |  8 |  9 |  10 |  11 |  12 |  13 |  14 |  15 |  16 |  17 |  18 |  19 |  20 |  21 |  22 |  23 |  24 |  25 |  26 |  27 |  18 Páginas de 27
VOLTAR